Virgindade de um garoto de Várzea

Boa noite meus queridos dois leitores, sou o aliviado e estou aqui pessoalmente dando as boas vindas a todos.

Pois a muitos ensinamentos por aqui, aprendizagem e muitas dicas de como fazer de como se comportar te como rs, agir e tudo mais, mas tem que errar para aprender ou para errar novamente, eu sempre erro e aprendi que quem erra se fode, facil né não tem muito segredo então olhem a história e tente não repetir alguns atos sensacionais que eu deveria patentear.

Pois estava eu lá, alguma coisa perto do carnaval, tinha acabado de chegar em casa ensopado pela chuva com meu tênis de astronauta e minha meia fazendo Splish Splash (Sandy e Junior) de tão molhado que estava, entro na sala de casa ensopado, ia passando despercebido indo direto para o banho mas quando me deparo a sala estava cheia de gente, minha prima, tia, cachorro, gato, playstation I, mãe,  mas olho sentado ao lado da minha prima_ Puta que lá merda quem era aquela menina linda bonita  gostosa exuberante e bela, aff arrepiou os cabelos do dente, bati palma com a teta, muito foda aquela garota que iremos renomear de Aline.

Teve um pouco de conversa ali mesmo eu ja pegando uma pneumonia asiática africano angolana mas resisti forte conversando com todos até conseguir uma jogatina de truco na casa em frente onde ela estava e de brinde estava minha prima e tia, beleza estava indo certo ao foco no objetivo determinado. Não preciso comentar que nessa época eu era virgem, tipo corinthians e  libertadores ou Dilma, minha mão que parecia luva do ursinho puff de tantos pelos, e com uns conhecimento cultural artístico de atrizes e atores tipo Tiffany, kid Ben, Silvia Santi, Rocco, Emanuelle.

Pois fui lá tomei o banho passei aquele perfume importado (axe) e fui para o abate final… e foi passando o tempo e eu sendo a simpatia em pessoa, todos com as bochechas quadradinhas torneadas de risadas, estava indo bem, mas o tempo ainda passada, ai depois de um tempo o cara que e engraçado começa a perder graça e fica parecendo palhaço de circo, durou essa rotina uns 3 dias voltava para casa e sempre de noite voltava para jogar cartas, a menina ja não esboçava o mesmo sorriso do começo, pq eu estava demorando para tomar alguma atitude, claro isso eu sei agora, pq na época tinha pensado que ela não tinha ido com a minha cara mesmo, sim sim as meninas, gurias, garotas ficam nervosas quando você demora para chegar ou não mostra nenhum interesse nelas.

Foi quando ela decidiu ir para o ataque, ela fez o primeiro contato passou a perna dela na minha e olhou para eu, eu olhei para ela e perguntei _Está coçando a perna? os mosquitos estão mordendo?… fui e peguei um OFF e dei para ela, sim minhas pessoas, tem gente que é capaz de fazer uma coisa dessas e ela disse_ “nossa era tudo o que eu queria” com uma tonalidade irônica, pq será né ? mas continuando o jogo sempre rolava uma troca de olhares um contato físico quando ela passava as cartas em mãos assim ela tentou mais uma vez a jogatinha das pernas que até antes pensava que rolava só em filme, mas desta vez assimilei que ela tinha passado off (owww espertão eu) e pelo o que estava acontecendo naquela mesa, olhei e ela me correspondeu com um olhar que quase faço aquela mesa levitar sem usar as mãos, fiquei mais animado em todos os sentidos existente.

Mudamos de parceria sentei ao lado dela [ligeiro da minha parte ae ae ae] e ficamos brincando fazendo cócegas um ao outro foi quando chegou ao ponto que ela foi pegar agua na cozinha sozinha e de lá eu ouço as melhores palavras_”Aliviadooooo se quiser agua vem pegar pq eu não consigo carregar os copos” ahhhh sacaram que ela queria ficar sozinho comigo na cozinha ?  pois então todos pensaram nisso menos eu, simplimente gritei que não estava com cede que nem queria agua, sim mais uma perola da minha pessoa, com essas atitudes ja estaria no elenco “O virgem de 40 anos”

Todos na mesa ja sabia o que estava rolando ali menos eu né, pessoal foi dormir e ela ficou lá, disse que queria jogar mais um pouco, poxa com isso ela praticamente deu um tapa grelau na minha cara, ficamos por um tempo lá conversamos por mais de duas horas sim sim demorou muito tempo, coisas já esperada vindo da minha pessoa, mas ficamos nosso primeiro beijo ja dei uma dentada nela, foi muito sem querer e pela falta de experiência também, mas ela beijava muito gostoso movimentos circulares com a lingua lentamente sem parecer desespero, pq tem gente que tem lingua frenetica que parece um peixe fora d’agua se debatendo e com mordidinhas na língua e nos labios alterando os lados a mão rolando na nuca pegando atrás da orelha fazendo carinho e a outra no meu peito movimentando e dando aquelas apertadinhas com a unha, mãos pequenas unhas grandes….paroooooooooo pq tem algo batendo nas costas da tecla “H” já, uns dos melhores beijo que ja tive foi com ela, e assim foi por uns dias eu ficando com ela.

Até o glorioso majestoso esplêndido dia, fomos para um show na cidade no carro tinha eu, Aline, prima, tia minha mãe e uma priminha minha, sim carro lotado, eu com o braço jogado no ombro dela pegando na mão dela do outro lado abraçando-a, até quando o romantico que sou quase um Shakespeare caiçara, resolvo fazer carinho na mão dela, no meio da palma da mão com os dedos, sim sim isso tem um significado que é Chamar para fazer   S   E   X   O , claro todos no carro viram aquilo e sabiam desse significado, menos o fodão pegador o Kid Bengala aqui que não sabia, a menina ficou roxa, um clima estranho todos tentando disfarçar como se nada tivesse acontecido e eu com cara ” que que foi? ”

Já no show curtindo aquela banda carnavalesca  estávamos brincando de dançar, zoando mesmo, pq nunca iria levar a dança a serio pois não saber dançar é charme mas se insistir você é um torto rediculo que não sabe dançar, tem tomar cuidado para não chegar a esse ponto,  eu abraçado atrás dela, parei de dançar pq ja iria passar do ponto de ser charmoso, mas ela continuou dançando de saia jeans dando umas reboladinha em mim, nossa tenso, foda, caralhoooo, ja estava perfurando as costas da menina logo mais iria aparecer um alien a ressurreição saindo do umbigo dela.

Assim ela do nada resolve pegar um refrigerante, mas ela era a minha proteção de não mostrar que eu tinha um instrumento em funcionamento ali, sim ficou aquela coisa armada, não era uma barraca armada e sim um circo pq tinha um palhaço no meio e um povo em volta percebendo e dando risada, eu tinha que esperar ela ali no local, pois iríamos se perder, e também se fosse passar no meio da multidão, pelo menos umas 7 pessoas ia sair com um filho meu dali acidentalmente.

Mas com toda a minha criatividade fui fingir em amarrar o cadarço e por ali ficava até à Aline chegar, agachei e por ali fiquei, mas pensem bem, em um show no carnaval, quente todos suados semi nus, foi eu agachar que ninguém me via, pessoal passava trombando dando pintada, teve um gordo que bateu com a bunda peluda suada e gorda certamente no meu olho, certeza que o cu dele tinha uma mira laser, pq foi certeira no meu olho, literalmente tomei no cu. Quando ela chegou ja peguei ela dei aquela puxadinha, que ja estava em desespero pela situação, e Aline olha para minha cara e diz_ Uii curti a puxadinha… com uma cara que atrapalharia qualquer cara casado normal ou anormal, claro eu estava melhorando da situação, até o momento que ela diz isso que volto a ter um cinto angolano na cintura.

Meio assim decidimos ir para casa, melhor coisa a fazer que ja estava meio que traumatizado com a situação. Chegando em casa todos dormindo já, na hora eu dando soquinhos no ar tipo pelé, suando frio meio tremulo feliz bobo sensação cabrera, começamos no sofá pq unico lugar que tinha, apesar que tinha uma poltrona também, mas acho que ali seria um ato mais para uns profissionais da área, então decidi fazer no sofá grande mesmo, aos beijos e amaços chamada de gloriosa preliminares, fui devagar nenhuma novidade vindo de mim isso ¬¬’ ela tinha os seios perfeito cabia na palma da mão, logo pensei vamos se livrar desse sutiã, beijando o pescoço dela as mãos se deslizando para o fecho do sutiã foi a primeira segunda terceira…. trigésima oitava tentativa e não conseguia, minha vontade era ter um pc ali na hora, para baixar um pdf, ou ver no youtube nerd de como tirar um sutiã em três passos, hoje eu consigo com uma mão só na facilidade mas estou treinando em tirar apenas com o olhar, só de ver o negocio ele pula – meta 2011, mas como ela era uma pessoa muito boa, facilitou meu lado, tirou fiquei ali por uns tempos fazendo o trabalho.

Quando decidi partir para uma aventura maior ainda, como todos sabem ela estava de saia jens, então vamos facilitar, demorei moh tempo para tirar o sutiã, se fosse tirar o botão da saia jens dela eu iria operar o rim com a unha e nada iria fazer na saia, então tirei a calcinha sem tirar a saia mesmo… Enfiei a mão la dentro, eu senti falta de alguns pelos, tinha muito pouco, me senti um pornstar, só por uns 5 segundos pq depois fui enfiando os dedos assim diretão mesmo, e poxa vida, tem que rolar um carinho no clitóris da menina e não está lá dentro, e eu ali fazendo massagem cardíaca na menina por baixo, claro que ela estava total incomodava, falava mais devagar, poxa se você é virgem uma coisa que você não vai saber é o significado é da palavra D E V A G A R, claro que eu contei para ela que não era virgem

Mas fui pegando as manhas a guria foi me guiando até chegar na posição de ladinho ela perguntar _Tem camisinha? claro que eu tinha estava na minha carteira com a validade vencida a uns 2 anos, e fui colocar aquela coisa, não obtive muito sucesso coloquei a camisinha do lado contrario ai que percebi o pq da dificuldade, mas virei do lado(coisa que não se faz) achei que estava apertando, achei não estava de verdade, mas demorei uns 5 minutos nessa ação ela até perguntou se eu estava bem e talz, pensando que estava broxa, na hora virei e coloquei a mão na cintura e fiz uma cara de michê mexicano, só faltou o bigodinho fui atacar de ladinho da posição que estavamos, queria colocar sem o auxilio das mãos, pq eu via em filme o pessoal encaixando dando estrelinha ar, pensei que fosse fácil.

Desisto coloco as mãos faço o encaixe toda hora ficava escapando aquela birosca, ela pedia calma e eu__ ESTOU CALMO PORRRAAA (pensei) fui continuando essa posição não foi o sucesso, ainda acho que era culpa daquela piriquita bailarina pulante que não parava quieta, ela queria na cadeira, sim sim na cadeira de madeira que tem na cozinha de suas casas, por mim beleza, aii foi maneiro ela fazia todo o serviço do jeito que ela queria, pq eu queria de qualquer jeito fosse, se ela dissesse que queria fazer sexo em cima de um pogoball eu aceitaria de boa.

Mas percebi que naquela posição eu estava indo rápido demais, não queria que a minha primeira transa fosse 10 minutinhos e ser apelidado com o ligeirinho ou 2bombadas, então deixei ela de quatro four na poltrona que era de frente para a janela da rua e ali achei uma posição perfect, sim eu ali na função e os vizinhos indo comprar pão e dando bom dia para mim… mas foi ali que vi o sol nascendo e dando tchau a minha virgindade, o sol nasceu o galo cantou e eu não tinha ido ainda, até a tia dela acordar, e eu virar o colocador de roupas mais rápido do oeste, dali ficamos, dei um beijo nela e fui para casa, meio bobo atordoado feliz com adrenalina correndo nas veias dançando é o tchan na selva, dormi feliz.

No dia seguinte ela veio me acordar dando um beijinho pois ela estava indo embora, e o infeliz que sou, não acordei, estava dois dias acordado direto graças a ela neh, só depois que acordei três horas da tarde, acho ninguém pergunto a minha mãe onde o povo foi, e ela disse que foram embora… fiquei meio sei lá, mas com a missão feita, ou semi, dias depois ela liga e fala estou GRÁVIDA ! Mas ai é outra história….

 

 

  1. #1 by Aliviado on February 17, 2011 - 2:37 am

    Acho que me empolguei um pouco !

  2. #2 by Rafa on February 17, 2011 - 10:46 am

    Cara não parei de rir um minuto, legal contar sua historia assim alguns dos virgens tenta fazer um pouco diferente e vaia te a cozinha pegar o copo d’agua

  3. #3 by k.hemmel on February 17, 2011 - 2:39 pm

    gostei gostei.. ri bastante.. hsuiahsuiahsia
    admito que demorei um bocado de tempo pra conseguir terminar de ler tudo
    tbm, lendo pelo cel no trampo enquanto tem 19521 crianças chorando complica.. hsuiahs
    bj ;*

  4. #4 by cinthia on February 18, 2011 - 1:17 pm

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…Homens sofrem bem mais que as mulheres na 1ª vez, admito isso agora.

    Batendo palma com a teta, imaginei a cena.

    adorei.

  5. #5 by Ponto P! on February 19, 2011 - 1:50 pm

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    muito bom!
    A minha foi um pouco menos conturbada… mas sem jeito total tbm…
    Até

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: